domingo, 25 de outubro de 2009

O Início (Fanfic - Parte 1)

Era quase noite, e lá estava eu, uma pequenina aprendiz conversando com muitos outros aprendizes que aguardavam ansiosamente a inauguração da nova fase de treinamento. Eram mais de 200 aprendizes impacientes esperando o momento em que a senhorita Zion começaria a atender os novatos.

Mas a demora me deixou nervosa, então decidi começar um pequeno joguinho com alguns amiguinhos para se distrair. E deu certo, tão certo que nem notamos quando Zion anunciou que começaria a atender os novatos e que estava inaugurada a nova faze de treinamento.

Quando percebi o que estava acontecendo foi correndo pra Zion para receber suas primeiras instruções. Em meio a tanta gente era inevitável os empurrões e tropeços, todos queriam ao mesmo tempo falar com Zion.

E eu que havia me atrasado um pouco para a inauguração fiquei pensando como teria sido aquilo ali poucos minutos atrás. Mas de 200 pessoas tentando ao mesmo tempo falar com uma unica pessoa, muitas gente tirando fotos e fazendo novas amizades.

Mas não era isso que eu queria agora... Naquele momento, eu queria era aprender, aprender muito, o máximo que conseguisse. Então conversei logo com Zion, fiquei super feliz quando recebi seus primeiros pontos de experiência. Mas é claro, tirei algumas fotos da multidão, estava lindo ver tantos aprendizes juntos.

Após tiradas as fotos, ganhados os pontos de experiência e aprendido coisas muito básicas fui apressada para o castelo do treinamento, estava ansiosa para começar as aventuras.

Então entrei e se inscrevi no treinamento. Primeiro fui falar com a instrutora de itens, apesar de querer aprender não prestei muita atenção no que os professores diziam, minha mãe já havia me ensinado tudo aquilo. Porém mesmo não prestando atenção fiz todas as aulas, os itens e equipamentos que os mestres me dariam seriam muito úteis.

Falei com todos os instrutores, aprimorei minhas habilidades básicas ao máximo que pude, e me preparei para o combate. Equipei meus equipamentos de aprendizes um por um, coloquei minhas poções de aprendiz num lugar de mais fácil acesso e parti para o ataque.

Primeiro me apareceu um Poring, sempre gostei de Porings... Desde a primeira vez que minha mãe me mostrou um achei aquela bolinha rosa gelatinosa super fofa. Mas era necessário mata-lo. Então fechei os olhos coloquei toda a minha força na adaga que eu estava segurando e enfie-a nele, bem no meio, e enfiei-a novamente, e mais uma vez, até que ele se despedaçou no chão.

E depois desse Poring foram aparecendo muitos outros monstros... Chon-chons, Lunáticos, Drops tentei matar a todos, mas tinha muita gente no campo de treinamento então era preciso prestar atenção pra não sair dando KS no monstro dos outros, apesar de isso ser quase inevitável.

Mas então me lembrei de que precisaria de troncos para a quest de Arqueiro, pois já tinha me decidido sobre a minha primeira profissão, seria Arqueira como minha mãe. Então pedi ao funcionário do campo que me levasse para o mapa dos Salgueiros e para lá fui, para terminar de pegar a experiência que ainda me faltava e conseguir os troncos requisitados na quest que um dia minha mãe teria me contado a respeito.

Passado um tempinho lutando contra monstros, tentando driblar tanta gente, ter conseguido a quantidade de troncos necessários e também a experiência necessária fui falar com o agente de checagem para que ele me mandasse para a próxima fase do treinamento.

Entrando na sala fui falar com um senhor Bruce, um senhor muito simpático que conhecia tudo sobre as primeiras profissões, perguntei a ele sobre os arqueiros e ele me deu algumas informações sobre a profissão e a vantagem do arco. Me disse também que depois poderia ser promovida a Caçadora ou a Odalísca. Eu ainda não tinha me decidido sobre qual das duas eu seguiria no futuro, mas sabia que entre todas as opções eu queria uma dessas duas.

Enfim falei com o senhor Hanson que me deu um teste vocacional para preencher. Preenchi-o mas esse teste estava furado, deu que tenho vocação pra Espadachim, mas decididamente não tenho vocação nenhuma pra mexer com espadas. Então contei a ele que gostaria de ser uma Arqueira, ele me deu alguns presentes se despediu de mim e me mandou para guilda dos Arqueiros para que lá eu fizesse o teste e enfim me tornar uma Arqueira.

E pensei comigo mesma, este é o início da minha aventura pelo reino de Rune-Midgard.






Obs.: Baseado no jogo Ragnarok, do meu char no servidor TrakinasRO++

Um comentário:

darsh. disse...

ahhh eu jogava ragnarok!
já falei?
:)